O Projeto autoral “Deus É Mulher Preta” assinado por Guilherme Oliveira, exalta a beleza singular que cada mulher negra tem em si.
Ele escolheu mostrar isso com mulheres reais: mães, meninas, nossas amigas, nós.
A mulher negra carrega uma carga enorme das consequências do racismo estrutural, sofrem desde pequenas com bullying na escola, escutam desde cedo que não é bela e nunca será alguém.
No dia 25 de julho, dia da mulher negra latina caribenha relembramos a importância de reconhecer que já somos: belas, suficiente, fortes, capazes e deusas. Cada uma de nós.

 

 

 

“Deus é mulher preta.
Símbolo da força e do acolhimento. Mãe, mulher guerreira dona da formação da humanidade.
Pele escura e cabelo crespo. Exemplo de luta e resistência.
Dona do equilibrio e a paz. Deus é mulher. Mulher preta.”