No último domingo de janeiro (27) ocorreu o segundo encontro promovido pelo coletivo preto “NTUS – Nós Temos um Sonho”, no Parque das Águas, Zona Norte de Sorocaba. A convite de um dos idealizadores do coletivo, Patrick Freitas, fui acompanhar o segundo encontro desses jovens que, em sua maioria, estão na faixa etária entre 15  19 anos. Mais de 50 pessoas compareceram a esse segundo encontro que além de promover um debate sobre descolonização e colorismo, também contou com uma sessão de retratos (fotografada por mim!).
O encontro foi interrompido duas vezes pela chuva de verão que caiu insistente durante o encontro. Até que na terceira vez foi decidido pelos representantes do coletivo que daria por encerrada a roda de conversa e que dariam prosseguimento ao debate no próximo encontro.

Conversei com alguns dos membros e representantes do Coletivo, para apresentar a vocês um pouco do início do grupo, os objetivos e anseios desses jovens.

Patrick, 18 anos, idealizador do coletivo NTUS. Também atua como trancista, modelo e produtor de moda.

“A princípio, começamos na intenção de reunir um pequeno grupo de pessoas para serem fotografades e expostos em nossas próprias redes sociais. Próximo ao dia do ensaio fomos surpreendides com mais de 50 interessades pela proposta, isso nos assustou e logo nos levou a pensar em algo maior, algo que acolhesse mais e mais essa galera que estava afim de se juntar conosco, então a partir disso começamos a colocar no papel as diversas atividades que gostaríamos que rolasse, como um encontro mensal para que todes estejam a par do que pretendemos ocupar e debater como coletivo, ensaios fotográficos que nomeamos de “SESSIONS” e oficinas de dança e musicalidade preta, pois acreditamos que longe dessa mídia branca nós também conseguimos produzir e encontrar representatividade no meio audiovisual, artístico-cultural e demais meios de comunicação.”

O Patrick apareceu nesse editorial aqui na revista, eclipsando Sorocaba

Becca, 18 anos. Estudante de Recursos Humanos e idealizadora do NTUS.

“O principal objetivo do coletivo é o empoderamento da juventude preta sorocabana. Estamos vivendo em um momento onde a negritude vem se posicionando, não estamos mais nos escondendo, nem nos modificando para que nos aceitem. Porém percebemos que em Sorocaba os pretos ainda não estão unidos em busca do empoderamento coletivo, logo resolvemos buscar formas para dar início a isso, assim usamos a ideia de juntar a negritude para sessões de fotos e rodas de conversa, com o objetivo de compartilhar nossas vivências e conhecimento histórico, pois temos convicção que o empoderamento só vem através do conhecimento”.

“Queremos alcançar todes as pessoas mas principalmente a juventude preta. Sabemos que a branquitude, pela falta de conhecimento, se torna ignorante, o coletivo é por eles também! Estudar e debater é sempre bom. Para os jovens negros assim como nós é sobre resistência, união, autoestima. Já fomos muito segregados de nós e dos nossos, tá na hora de mudar isso, juntes é melhor!”

Agatha do Amaral – 17 anos, estudante e militante.

Thaina, 18 anos, estudante e militante.

“Diferente da branquitude que seleciona quem deve ou não fazer parte de devidos espaços e movimentos, queremos reunir o máximo de pessoas, reunir principalmente a galera preta de Sorocaba, contribuindo para que cada um se conheça, se entenda e se ame de acordo com o que ele é, acho que esse é o foco.”

Sobre o nome do coletivo – Nós Temos um Sonho – Patrick nos conta que vem por conta do discurso mais conhecido pela comunidade preta no mundo, realizado por Martin Luther King, onde ele finaliza com a frase “I have a dream!”.

Após o primeiro encontro do coletivo (em outubro do ano passado), quando foi realizada a primeira SESSIONS, o coletivo foi convidado a expor 10 das fotos – tiradas pela fotógrafa Maria Silverio – na Câmara Municipal de Sorocaba, como parte da celebração do mês da consciência negra. As fotos ficaram expostas do dia 5 ao dia 22 de novembro.

@COLETIVO_NTUS

Conheça o trabalho do Jeff no Instagram e colabore com a gente também!