Moleque é um ato performático, aborda o racismo e a homofobia por serem realidades da vivência de Siamese, mas não se limita apenas a isso. Utiliza a fotografia e simbolismo para narrar como as marcas da violência ficam em nossos corpos até mesmo após as superarmos. O clipe produzido em Curitiba ocupa locais da vivência do artista, sua narrativa transita da opressão e a tentativa de calar a sua voz partindo para o enfrentamento ocupando locais como: Universidade Federal do Paraná, onde Siamese é formado como um dos poucos alunos negros que frequentam a universidade e também nas ruas da cidade dentro de sua persona fashion queer gerando o enfrentamento diário com a população da cidade.

O clipe é um basta a qualquer tipo de violência estrutural fixado em nossa sociedade.

Produzido de forma independente e sem qualquer incentivo privado ou orçamento inicial, o videoclipe Moleque encerra o EP Som do Grave, lançado em 2017, e abre uma nova era para Siamese que lançará seu segundo EP ainda neste primeiro semestre de 2019. Siamese promete uma nova perspectiva sobre sua dualidade e parcerias com nomes da cena nacional como: TUYO, Lucas Boombeat (Quebrada Queer), Danna Lisboa.

Siamese com sua vivência de um ser Afro-LGBTI utiliza de sua poética  como forma de exteriorizar uma exigência de respeito as diversidades sociais, deixando de lado a superficialidade e a romantização exagerada da militância

Ficha Técnica

Cantor/intérprete: Siamese

Dirigido por Henrique Marques e Willian Klimpel

Direção de fotografia:  Henrique Marques / Willian Klimpel

Prod. de arte/ prod. Executiva: Siamese / Willian Klimpel

Hairstylist: Amanda Beatriz Farias (CWBraids)

Beauty: Amanda Beatriz Faria / Fernanda Benevides

Bodypaint: Douglas Reder

Stylist: Andrei Lira / Siamese / Willian Klimpel

Pós produção: Henrique Marques

SIAMESE veste: Transmuta / Clube Melissa / Epifanyas

Siamese é cantor, compositor e performer. Atua como artista independente em Curitiba desde 2017 ao lançar seu 1° EP autoral intitulado Som do Grave. Em suas composições utiliza a linguagem do hip hop transitando pelo POP/eletrônico/Rap/Raggaeton.

Ao longo do seu primeiro ano trabalhando como cantor independente esteve presente na 3° Marcha pela Diversidade dividindo palco com grandes nomes da cena curitibana como Mulamba e Raissa Fayet, 18° e 19° Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba, 2° Marcha do Orgulho Crespo de CWB, compôs a programação do Mês da Consciência Negra á convite da Secretaria do estado da Cultura – SEEC, Festival de Teatro de Curitiba, realizou mini documentário sobre seu lançamento pela TV-É-Paraná e esteve ao vivo na Band Curitiba, levou seu show para São Paulo durante participação no concurso de composições pelo Festival Universitário FUN Music. Em 2018 o artista recebeu grandes nomes da cena nacionais e internacionais em passagem por Curitiba, realizando seu show coreografado abrindo palco para nomes como: Jade Baraldo, Jaloo, Lisita e Azealia Banks (EUA).

Siamese desfila no Carnaval Oficial de Curitiba ao comando do seu bloco, Bloco Fogosa, chegando em sua segunda edição em 2019 com mais de 1.000 pessoas exibindo a diversidade no carnaval mais tradicional de Curitiba. Projeto aprovado pela Fundação Cultural de Curitiba com apoio da Prefeitura Municipal de Curitiba e Lei de Incentivo.

Acompanhe Siamese nas redes sociais:

YouTube – https://www.youtube.com/siamesesiamese

Facebook – https://www.facebook.com/siamese.lg

Instagram – @siamese.lg – https://www.instagram.com/siamese.lg

Twitter – @siameseoficial – twitter.com/siameseoficial
Siga a DAIMAG/SEMEDO e veja seu trabalho na revista, colabore.